Domingo, 27 de Maio de 2018
Mundo

Após decisão dos EUA de sobretaxar aço, indústria brasileira teme perder mercado

Indústria brasileira teme perder espaço não só no país norte-americano

Publicada em 03/03/18 as 17:50h - 175 visualizações

por Radio Clube Serrana


Compartilhe
   

Link da Notícia:

Indústria brasileira teme que países afetados pela sobretaxação do aço e do alumínio busquem destinar as vendas a outros mercados consumidores  (Foto: Radio Clube Serrana)

O principal argumento do governo brasileiro e da indústria é que 80% da exportação de aço do país para os EUA é do produto semiacabado, que chega lá para ser reprocessado pelas indústrias do país e se tornar matéria-prima para o setor automobilístico, militar, de petróleo. "O aço brasileiro não destrói emprego nos EUA e ainda complementa a cadeia produtiva deles", explica Alexandre Lyra.

A redução das exportações brasileiras de aço pode causar um efeito colateral para indústria de carvão mineral dos EUA. Isso porque o Brasil importa mais de US$ 1 bilhão por ano de carvão norte-americano, que serve de base justamente para a obtenção do aço produzido nacionalmente.

Para a Confederação Nacional da Indústria (CNI), a decisão norte-americana de impor sobretaxas ao aço e alumínio é "injustificada, ilegal e prejudica o Brasil". "Se adotadas, as medidas vão afetar US$ 3 bilhões em exportações brasileiras de ferro e aço e US$ 144 milhões em exportações de alumínio. Isso equivale a uma massa salarial de quase R$ 350 milhões e impostos da ordem de R$ 200 milhões", ressaltou a entidade, em nota.

As indústrias de aço e alumínio empregam mais de 200 mil trabalhadores no país. Em nota, as principais centrais sindicais do país manifestaram repúdio à decisão e afirmam que farão atos e manifestações em diversos locais. "O anúncio da medida causa enorme preocupação de que, se a taxação for confirmada, as exportações brasileiras de aço e alumínio serão afetadas, com diminuição da produção e, consequentemente, dos empregos no Brasil. A intenção é preservar milhares de empregos que serão perdidos na cadeia produtiva do setor e a cota de exportação", diz um trecho da nota.

fonte: http://agenciabrasil.ebc.com.br



Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.







Nosso Whatsapp

 (99)9 9999-9999

Visitas: 7234
Usuários Online: 34
Copyright (c) 2018 - Radio Clube Serrana - Redicom-Rede Venturim Comercio e comunicação-Todos os direitos reservados